domingo, 24 de março de 2013

O MARCO ZERO DE UMA REVOLUÇÃO!

Este post está saindo com um pequeno atraso, mas como diz a sabedoria popular "antes tarde do que nunca", pois foi em 22 de março de 1963, há 50 anos atrás, que quatro garotos pobres da cidade portuária de Liverpool lançavam a versão mono do seu primeiro álbum "Please Please Me", para mudar para sempre a história da música. A versão em stereo só sairia pouco mais de um mês depois em 26 de abril e popularizou o formato álbum no Rock'n'Roll, até então o foco da maioria dos artistas era produzir singles que depois eram juntados no formato Long Play como coletânea, solidificando a ideia de uma produção artística e visual que abrangesse todo o conteúdo de uma obra, cuidando para que as músicas, letras, capa e formato de divulgação estivessem em perfeita sintonia.

No início dos anos 60 o Rock estava meio morto, "Please Please Me" possibilitou a sua existência como conhecemos hoje. Ele foi a ponta de lança dos 4 jovens que criaram estilos, apontaram caminhos e lideraram uma revolução mundial. O mundo não saberia o que é o Rock, como conhecemos hoje, se os Beatles não tivessem levantado a sua bandeira, garantindo as proporções e o reconhecimento que possui. Não é exagero afirmar que se não tivesse ocorrido a revolução iniciada com "Please Please Me", absolutamente nada do que foi feito em termos de Rock e música Pop depois de 1963 existiria.

Contendo 14 canções, oito escritas por Lennon/McCartney, foi considerado pela revista Rolling Stone o 39º na lista de 500 melhores álbuns de todos os tempos. Entre as canções, destaque para "I Saw Her Standing There", que abre o álbum, e "Please Please Me", ambas figurando na lista de 500 melhores canções de todos os tempos nas posições 130 e 184, respectivamente.

Com exceção de "Love Me Do", "P.S. I Love You", "Please Please Me" e "Ask Me Why", que foram gravadas e lançadas anteriormente em singles, as outras dez canções que completam o álbum foram gravadas em 11 de fevereiro de 1963 e ganharam uma sonoridade de gravação ao vivo. Gravado em apenas dois canais, utilizando 9 horas e 45 minutos divididos em três sessões de aproximadamente 3 horas de duração, eles reproduziram uma de suas míticas apresentações no Cavern Club. "Please Please Me" teve todos os instrumentos gravados ao mesmo tempo juntos em um canal e os vocais em outro.

George Martin queria que a arte da capa fossem os Beatles (Besouros) diante da casa de insetos do Zoológico de Londres, entretanto a Sociedade Zoológica de Londres não permitiu. Ficou decidido então que a foto da capa seriam os quatro integrantes em um balcão da escadaria da EMI, esta foto tirada por Angus McBean é considerada um dos maiores símbolos iconográficos do século XX.

O disco saiu nos E.U.A. com algumas diferenças na arte da capa e na ordem de disposição das canções, como também aconteceu nos primeiros álbuns dos Stones, tendo seu nome alterado para "Introducing the Beatles" em 22 de julho de 1963. Em 1976, a discografia mundial foi unificada e os LPs passaram a ter a mesma capa, seleção de canções e nome. A versão em CD foi lançada em 26 de fevereiro de 1987.

Convido-os a apreciarem o especial sobre os Beatles que eu e Luiz Antônio Melo produzimos e apresentamos na Rádio Fluminense em 16/07/2011, o programa começa pelo álbum "Please Please Me" e cobre toda a carreira dos Fab Four. Clique AQUI para ouvir.

____________________________________________________________________________
Texto original de LACARV, publicado em 24/03/2013



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...